(25/01) Corpo de Bombeiros confirma pelo menos 200 desaparecidos em Brumadinho-MG

Fábio Schvartsman, atual presidente da Vale, gravou um vídeo comentando o rompimento da barragem. Prefeitura de Mariana (MG) também se posicionou através de nota à imprensa.

Início » Noticias » (25/01) Corpo de Bombeiros confirma pelo menos 200 desaparecidos em Brumadinho-MG
Por João Paulo Silva Publicado em 25/01/2019, 19:20 - Atualizado em 03/07/2019, 21:01

Foto-Vista aérea do complexo minerador em Brumadinho-MG
Crédito-Reprodução

Pelo menos 200 pessoas estão desaparecidas após o rompimento de uma barragem e o transbordamento de outras duas, da mineradora Vale em Brumadinho (MG), Região Metropolitana de Belo Horizonte. As informações são do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais. Ainda de acordo com a corporação, os rejeitos de minério atingiram uma área administrativa da empresa, onde havia vários funcionários. A enxurrada de lama chegou também à comunidade Vila Ferteco.

Informações preliminares dão conta de que, até às 16h30, quatro feridos já haviam dado entrado ao pronto atendimento do Hospital João XXIII, na capital mineira. Duas mulheres, de 15 e 22 anos, chegaram ao local, após serem resgatas pelo helicóptero dos bombeiros. Momentos depois, outros dois feridos chegaram ao hospital.

A princípio, acreditava-se no rompimento de apenas uma barragem, mas as informações foram atualizadas depois. Mais de 50 socorristas e seis helicópteros atuam no resgate dos sobreviventes e a corporação informou também que um posto de arrecadação de alimentos foi instalado na Faculdade Asa de Brumadinho.

O engenheiro Fabio Schvartsman, atual presidente da Vale, gravou um vídeo onde lamentou o rompimento da barragem em Brumadinho, lembrou o rompimento da barragem de Fundão, em Mariana e afirmou que “a mineradora não medirá esforços para enfrentar a situação da maneira como ela deve ser enfrentada”.

Leia, na íntegra, o pronunciamento de Fábio Schvartsman

Senhores, é com imenso pesar que eu preciso confirmar o rompimento, nessa data, da barragem da Mina Feijão, em Brumadinho, Minas Gerais. Eu não tenho palavras para descrever o meu sofrimento, enorme tristeza e desaponto com o que acaba de acontecer. É algo além e acima de qualquer coisa que eu pudesse imaginar. Quero dizer da minha solidariedade, que a Vale inteira vai fazer o que for possível e impossível para ajudar as pessoas que foram atingidas.

É algo que me dói a alma, tudo o que eu não queria na minha vida era que algo do gênero acontecesse. Senhores, a Vale é uma empresa muito séria, a gente fez um esforço imenso do ponto de vista de deixar nossas barragens na melhor condição possível, imaginável, usamos toda a tecnologia, especialmente depois de Mariana.

É uma lista infindável de ações que foram tomadas, do ponto de vista de garantir a estabilidade e a segurança dessas barragens. Infelizmente, o rompimento aconteceu. Isso é indesculpável, mas mesmos assim eu peço desculpas a todos os atingidos, a toda sociedade brasileira. E quero dizer que nós não mediremos esforços para enfrentar essa questão da forma como ela tem que ser enfrentada”.

Em nota, a prefeitura de Mariana (MG) prestou solidariedade aos atingidos pela barragem em Brumadinho e disse conhecer a dor da população.

“A população de Brumadinho passa por uma situação que nós, marianenses, sabemos bem. É um momento de dor, incertezas e revolta. É por isso que precisamos nos unir e abraçar a cidade, assim como fomos abraçados por ela e por muitas outras. É hora de sermos solidários, mandar energias positivas e torcer para que essa tragédia não se torne algo ainda maior. Brumadinho, estamos de mãos dadas até o fim”.

Quem também se pronunciou sobre a tragédia em Brumadinho foi o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Em nota publicada em seu site oficial, a entidade se referiu ao caso como “uma tragédia anunciada” e afirmou que desde 2015, inúmeras denúncias vêm sendo feitas pelo risco de rompimento de barragens do Complexo”.

O MAB reafirmou que que está apoiando os trabalhadores e famílias atingidas nesse momento difícil e que segue firme em luta pelos seus direitos. Uma comitiva do movimento já está a caminho de Brumadinho, a fim de buscar informações e prestar solidariedade.

Foto-Vista área ilustra o sentido da lama após o rompimento da barragem. Crédito-Reprodução;

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

(25/01) Corpo de Bombeiros confirma pelo menos 200 desaparecidos em Brumadinho-MG2019-07-03T21:01:05-03:00

Send this to a friend