Juliano Duarte lamenta o cenário político de Mariana-MG e traça ações de enfrentamento à Covid-19

Após vencer a eleição para presidente da Câmara, no dia 1° de janeiro, Juliano Duarte assumiu a cadeira de prefeito da cidade que segue sem prefeito eleito de forma direta.

Início » Política » Juliano Duarte lamenta o cenário político de Mariana-MG e traça ações de enfrentamento à Covid-19
Por João Paulo Silva Publicado em 07/01/2021, 12:34 - Atualizado em 07/01/2021, 15:30
Prefeito interino de Mariana, Juliano Duarte, concede entrevista ao Jornal Voz Ativa. Crédito – Reprodução/JVA. Siga no Google News

A convite de Angelo Oswaldo, prefeito eleito em Ouro Preto, Minas Gerais, nas eleições de 15 de novembro de 2020, Juliano Duarte, se reuniu com os Chefes do Executivo de Itabirito, Orlando Caldeira, e Ouro Branco, Hélio Campos, também eleitos no último pleito, para discutir ações conjuntas dos quatro municípios para o combate à Covid-19. O encontro aconteceu, na manhã de ontem (06), no auditório da Prefeitura de Ouro Preto. Terminada a reunião, Juliano Duarte concedeu entrevista ao Jornal Voz Ativa e pode destacar a iniciativa, a sua situação enquanto prefeito interino de Mariana, além das ações de combate ao novo coronavírus implementadas essa semana na cidade.

Duarte também parabenizou o prefeito Angelo Oswaldo pela iniciativa de reunir os prefeitos da microrregião nesse momento em que os quatro municípios se encontram na Onda Vermelha do Minas Consciente e disse estar preocupado com a taxa de ocupação de leitos de unidades de tratamento intensivo em virtude do crescimento no número de casos da Covid-19.   

“Vamos trabalhar de forma articulada, propondo ações, como as que ocorreram hoje, juntamente com os prefeitos e secretários de saúde para que, de forma articulada, todos os municípios possam fazer a sua parte. Nós estamos na fase vermelha e se quisermos progredir para a fase amarela devemos trabalhar juntos. Não adianta uma cidade fazer a sua parte se a outra não fizer”.

Duarte ressaltou também o consenso de propostas estabelecidas pelos municípios, principalmente sobre a compra articulada de insumos que irão auxiliar no combate da doença e o plano de vacinação que deverá ser trabalhado em conjunto. “Essa iniciativa foi uma das mais válidas que eu pude participar durante essa interinidade que tenho ocupado hoje em Mariana”.

Prefeito interino

Após vencer a eleição para presidente da Câmara no dia 1° de janeiro, seguindo a Legislação Orgânica Municipal, Juliano Duarte assumiu a cadeira de prefeito de Mariana. Uma decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Minas Gerais (TRE-MG) impediu que o último prefeito eleito na cidade, Celso Cota, tomasse posse do cargo.  

“A minha situação é muito peculiar. Fui eleito presidente da Câmara na sexta-feira e já no sábado, se não me engano, Mariana aderiu ao Minas Consciente, colocando a nossa micro na zona vermelha. Sábado, com a prefeitura fechada, não tive tempo de formar uma equipe de transição, até porque não imaginava que iria assumir a Prefeitura de Mariana. O meu foco era a eleição de Câmara, então eu não tinha como elaborar um plano de governo por não ter a certeza absoluta de que poderia ocupar a presidência da câmara. Encontrei uma dificuldade muito grande em virtude do que Mariana passa e fico muito triste pela minha cidade, novamente passar por alternâncias no poder”.

Juliano afirmou que essa instabilidade política acaba prejudicando a população de Mariana, como já aconteceu na gestão 2009-2012. Ele também destacou os desafios enfrentados ao assumir o cargo máximo do Executivo marianense.

“Essa está sendo uma semana muito pesada. Estou terminando de montar o meu secretariado para que, de fato, eu possa cobrar medidas em relação às políticas públicas e ações que iremos desenvolver.

Covid-19

O prefeito interino destacou uma série de medidas que passam a ser adotadas em Mariana com a intenção de conter a propagação do novo coronavírus. O plano passa por ações preventivas, ostensivas e campanhas de conscientização.  

“Em relação à Covid-19, nos meus primeiros dias de governo, já determinei a contratação de agentes de endemia para fiscalizar bares, restaurantes, bancos... Campanhas de divulgação em jornais impressos, outdoor, contratação de carros de som nas ruas conscientizando com mensagens impactantes sobre a taxa de ocupação de leitos, além do fechamento de praças públicas. Isso se dará com a presença da Guarda Municipal, da Polícia Militar e de faixas, mais uma vez, conscientizando a população. Vamos trabalhar forte na fiscalização, porque toda vida vale a pena”, afirmou.

As incertezas de Mariana

Juliano Duarte novamente lamentou o cenário político da Primaz de Minas, mais uma vez, marcado por incertezas e, agora, ainda mais fragilizada pela presença de um inimigo agressivo e invisível.

“Eu não fui eleito pelo voto popular, fui eleito de forma indireta pelos colegas vereadores. É muito triste Mariana passar por tudo isso. Em breve, nós teremos uma nova eleição que me preocupa em relação à zona vermelha a qual nós ocupamos e que poderá agravar mais ainda a saúde pública da nossa cidade e a taxa de ocupação dos leitos de UTI. Se você me perguntar hoje, não saberei responder até que dia o meu governo interino continuará à frente da administração pública”.

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário