Projeto de arte busca ressignificar vida dos afetados pela tragédia-crime da Vale em Brumadinho

Há um ano e meio, projeto Anagama oferece cursos e oficinas gratuitas de música, audiovisual e cerâmica a jovens e moradores da região de Brumadinho. Ação já atendeu mais de 500 pessoas.

Home » Projeto de arte busca ressignificar vida dos afetados pela tragédia-crime da Vale em Brumadinho
Por JornalVozAtiva.com Publicado em 23/02/2024, 15:53 - Atualizado em 23/02/2024, 15:53
Foto – Laboratório/Oficina de Argila, Minerais e Pigmentos. Crédito – Reprodução Redes Sociais ANAGAMA. Siga no Google News

Ressignificar e alentar. Esses são alguns dos objetivos do projeto Anagama, iniciativa da ONG Contato, que há um ano e meio trabalha prioritariamente com jovens e moradores de Brumadinho afetados pela tragédia-crime da Vale em 2019. O colapso, além de ceifar 272 vidas, causou danos

irreparáveis à toda comunidade.

Tendo como pilares “Arte, inclusão e Sustentabilidade”, o projeto oferece cursos e oficinas gratuitas de música, audiovisual e cerâmica, e já atendeu mais de 500 pessoas. Além disso, a ação promove a geração de renda, promoção cultural e cidadania.

Arte como poder de transformação

“A cultura tem o poder de trazer alento. Esse projeto visa que as pessoas possam criar possibilidades para ressignificar suas vidas depois do rompimento da barragem da Vale. O projeto Anagama vem com perspectivas concretas de trabalho, de novas formas de relação e de valorização da cultura local”, disse Carlos Nagib, coordenador geral do projeto.

Financiamento

Financiado com recursos destinados pelo Comitê Gestor pago a título de

indenização social pela destruição causada pela mineradora Vale, o projeto conta com apoio de associações, entidades e coletivos de artistas e ativistas sociais da cidade de Brumadinho e dos distritos de Casa Branca, Suzana e Piedade de Paraopeba.

Memória às 272 vítimas da Vale

“Presenciar ações como essa é muito importante para nós, pois toda ação que traz melhoria e bem-estar dialoga com a memória viva dos nossos amores”,disse diretoria da AVABRUM (Associação dos Familiares de Vítimas e Atingidos pelo Rompimento da Barragem Mina Córrego do Feijão Brumadinho).

Inscrições

As atividades retornam em meados de março. As informações sobre oficinas, atividades e inscrições serão divulgadas na página do Instagram do projeto (@projetoanagama), no site oficial (https://anagama.com.br/) e também na página da ONG Contato (https://www.instagram.com/contatoong/).

Deixar Um Comentário