Ao vivo - 28ª Reunião Ordinária de 2022 da Câmara de Ouro Preto
Clique play a assista

Maynart Energética inicia cadastramento populacional em Diogo de Vasconcelos, Mariana e Ouro Preto

O cadastramento é uma das etapas para elaboração e implantação do Plano de Contingência Municipal e o Plano de Ação e Emergência (PAE)

Home » Maynart Energética inicia cadastramento populacional em Diogo de Vasconcelos, Mariana e Ouro Preto
Por JornalVozAtiva.com Publicado em 12/05/2022, 16:16 - Atualizado em 12/05/2022, 16:16
Foto – Mariana-MG. Crédito – João Paulo Silva/Arquivo JVA. Siga no Google News

A Maynart Energética iniciou nesta segunda-feira (9) de maio, em parceria com as defesas civis dos municípios de Diogo de Vasconcelos, Mariana e Ouro Preto e a defesa civil estadual, o cadastramento populacional das comunidades situadas no entorno das barragens da empresa localizadas nos municípios citados. O cadastramento é uma das principais etapas para elaboração e implantação do Plano de Contingência Municipal e o Plano de Ação e Emergência (PAE) referentes às barragens.

Equipes da empresa Honus Consultoria, contratada pela Maynart e validada pelas Defesas Civis, serão responsáveis pelo levantamento das informações. Na entrevista, que deve demorar em torno de 5 minutos, os profissionais abordarão questões relacionadas a características demográficas da região, como quantidade de moradores na residência (ou imóvel comercial), a existência de portadores de necessidades especiais ou pessoas com mobilidade reduzida, além da idade dos seus ocupantes. Os dados obtidos são confidenciais e serão utilizados exclusivamente para elaboração do PAE, de acordo com a Lei Geral de Proteção de Dados (LGPD).

Segundo Juliana Pena, Gerente de Meio Ambiente e Comunidades, e responsável pelas ações de implementação do PAE, a realização do cadastro é uma operação que integra a Política Nacional de Segurança de Barragens (PNSB), como uma ação preventiva e ressalta que as barragens são seguras.

“O cadastro é parte integrante na elaboração do Plano de Contingência dos municípios e do Plano de Segurança de Barragens. É importante reforçar que a barragem permanece segura sendo monitorada 24 horas por dia, sete dias por semana”, explica.

Deixar Um Comentário