6ª Reunião da Câmara de Ouro Preto 2024
Clique play e assista

Conheça a história do Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto Otacílio Cunha

O coral acaba de completar 60 anos e se apresenta em duas ocasiões neste fim de semana.

Home » Conheça a história do Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto Otacílio Cunha
Por JornalVozAtiva.com Publicado em 01/12/2023, 10:32 - Atualizado em 01/12/2023, 10:32
Foto — Otacílio Jacinto Cunha, fundador do Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto. Crédito — Reprodução. Siga no Google News

O Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto nasceu no dia 26 de novembro de 1963, por iniciativa de Otacílio Jacinto Cunha, ex-seminarista que possuía um talento incomum para a música, além de muita habilidade no domínio do harmônio.

Reunindo um grupo de coroinhas da Matriz do Pilar e incentivado pelos saudosos Monsenhor João Castilho Barbosa e Padre Simões, Otacílio fundou o Coral Pequenos Cantores do Pilar. Ele se apresentou pela primeira vez numa Missa de Ação de Graças no dia 26 de novembro de 1963, ou seja, há 60 anos, quando o Padre João já era falecido. Essa data, 26 de novembro de 1963, ficou definida como data de fundação do Coral.

A partir de então, o Coral Pequenos Cantores do Pilar passou a dividir com o Coral da Musicista Zizinha Cruz, os atos religiosos da Paróquia do Pilar. Eram missas, novenas, procissões e demais celebrações litúrgicas onde o Coral Pequenos Cantores do Pilar se fazia presente.

No início dos anos de 1970, o coral passou a se chamar Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto, mas sempre cumprindo os mesmos objetivos para os quais fora criado.

Otacílio e seus meninos cantores percorreram muitos distritos e muitas cidades transmitindo a beleza de seus cantos e a singeleza da música sacra religiosa.

Com o falecimento do Maestro Otacílio Cunha, no dia 17 de dezembro de 1991, com apenas 51 anos de idade, os meninos e adolescentes cantores da época decidiram levar o projeto adiante. É aqui que mora a beleza e peculiaridade deste coral. Os seus membros permanecem até hoje, já adultos, mas o coral continua com o nome de Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto Otacílio Cunha.

A regência do coral, ficou a cargo dos próprios cantores, bem como os instrumentistas. Adeuzi Batista tomou a iniciativa da regência do coral, tornando-se o primeiro regente após a era Otacílio Cunha. Com o afastamento de Adeuzi outros componentes assumiram o cargo como no caso de Wandir e Geraldo.

De retorno ao coral o Maestro Adeuzi Batista é o atual regente, Wanderci Silva o organista/tecladista e Robson Faria o Presidente. Atualmente, em suas apresentações, o coral conta com um número cerca de 17 integrantes, dispostos a atenderem a inúmeros convites.

A missão do Coral de Otacílio Cunha continua a mesma, de quase 60 anos atrás. Mudou de nome três vezes, mudaram cantores, muitos já não participam e outros já não estão entre nós, mas enquanto tiver um menor número que seja de cantores abnegados para entoar um GLORIA IN EXCELSIS DEO, este coral será eterno!

Que assim queira Deus!

Parabéns ao Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto Otacílio Cunha pelos 60 anos!

Coral Pequenos Cantores de Ouro Preto Otacílio Cunha em uma de suas apresentações. Crédito — Reprodução.

Apresentações no fim de semana

O Coral se apresenta no sábado (02/12), às 19h, na Igreja Nossa Senhora das Mercês e Misericórdia, também conhecida como Igreja Mercês de Cima. Logo depois, haverá o depósito de coroa de flores no túmulo de Otacílio Jacinto Cunha.

No domingo (03/12), às 10h, o coral se apresenta na Igreja de São Francisco de Paula, e participa da missa de seus 60 anos com homenagens às personalidades que contribuíram com o coral ao longo dos anos.

Deixar Um Comentário