“Fábio na Seleção: possibilidade ou utopia?” na Coluna Arquibancada Celeste

Início » Noticias » “Fábio na Seleção: possibilidade ou utopia?” na Coluna Arquibancada Celeste
Por Tino Ansaloni Publicado em 27/08/2018, 16:34 - Atualizado em 30/06/2019, 23:45

Não é de hoje que o goleiro Fábio é pedido  na Seleção Brasileira. A cobrança vem da torcida, da imprensa, dos companheiros de time e até mesmo do próprio jogados. Isso ganha ainda mais força a cada convocação do técnico Tite ou a cada milagre feito pelo arqueiro celeste debaixo das traves.

Na última semana, as duas coisas vieram a tona. Fábio defendeu os  três  cobranças de pênaltis na classificação celeste contra o Santos pela Copa do Brasil. Dois dias depois,  Tite convocou os jogadores para os amistosos contra Estados Unidos e El Salvador, em setembro. Mais uma vez, Fábio ficou de fora.

Fábio é o jogador ideal para a camisa 1 da nossa Seleção, não pelo que tem feito pelo Cruzeiro em suas conquistas recentes. Merece por toda sua carreira. Pela trajetória na Raposa, mereceria estar em pelo menos duas Copas do Mundo.

Mesmo que a pressão por sua convocação venha de todos os lados, a realidade é que o tempo do goleiro para a Seleção acabou. Sei que o torcedor vai me crucificar pela opinião, mas é o fato.

Fábio não joga em um clube badalado da Europa ou do eixo Rio-SP, não atrai o marketing que explora a nossa Seleção em grandes competições internacionais. Há quem diga que o seu jeito fechado, voltado à religiosidade possa atrapalhar a preferência. Prefiro acreditar que isso seja uma bobagem.

O retrospecto recente mostra que goleiros que também fogem do perfil “comercial” foram convocados para defender a meta canarinha, mas não tiveram vida longa. É o caso de Marcelo Grohe, Victor, Wéverton e Danilo Fernandes. Emergiram em meio ao momento particular que viviam à época da convocação e depois desapareceram da Seleção.

Temos que aceitar que vislubrar o goleiro cruzeirense na Seleção atualmente é utópico. Forçar uma convocação apenas para agradar o atleta, a torcida ou dar uma colher de chá na imprensa é bobagem, perda de tempo. Fábio ficará mesmo naquela lista de grandes atletas injustiçados pela ausência na Seleção.

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

“Fábio na Seleção: possibilidade ou utopia?” na Coluna Arquibancada Celeste2019-06-30T23:45:22-03:00

Send this to a friend