Entenda o caso do possível fechamento da TV Top Cultura

Atividades do canal se encontram paralisadas desde o dia 02 de julho e funcionários da emissora já receberam aviso prévio.

Início » Noticias » Entenda o caso do possível fechamento da TV Top Cultura
Por João Paulo Silva Publicado em 17/07/2019, 18:01 - Atualizado em 17/07/2019, 18:02
Foto- Da esquerda para a direita: Rogério Bibiano – Cinegrafista TV TOP Cultura; Luciana Silva- Líder Administrativa da TV TOP Cultura; Francisco José Fogaça – Presidente da Fundac (mantenedora da TV); Virgílio Varella – Diretor Financeiro; Welington Cunha – Diretor de Expansão; Paulo Baratta – Gerente Geral da Fundac; Ellias Costa – Líder Técnico da TV TOP Cultura e Wanderley Tavares – Cinegrafista da TV TOP Cultura. Crédito-João Paulo Silva/Jornal Voz Ativa.

A TOP Cultura completou 24 anos de atuação em Ouro Preto e Mariana em 2019. No entanto, a data que deveria ser celebrada, se tornou uma má notícia para a população das cidades irmãs. O canal de televisão anunciou o encerramento de suas atividades que se encontram paralisadas desde o dia 02 de julho. Todo o trabalho da emissora está sendo veiculado apenas por meio de suas redes sociais. Além disso, os funcionários da emissora, em sua grande maioria, estão de aviso prévio até o final do presente mês e, caso não haja um esforço coletivo da população e da classe empresarial, a região pode perder um de seus mais importantes veículos de comunicação.

Com o intuito de esclarecer as causas e consequências do possível fechamento da TV TOP Cultura, a equipe de reportagem do Jornal Voz Ativa realizou, na tarde desta quarta-feira (17/07), na Prefeitura Municipal de Mariana, uma entrevista com o professor Francisco José Fogaça, presidente da Fundação de Educação, Artes e Cultura (Fundac), mantenedora do canal educativo.

Crise econômica

De acordo com Fogaça o difícil momento enfrentado pelo canal se deve “à crise econômica que assola o país, estados, municípios e à falta de recursos e apoio, advindos da crise minerária na região, para garantir o bom funcionamento das operações da TV. A única alternativa foi suspender sua programação local, até que o cenário econômico mostre alguma mudança que permita a retomada das atividades”.

Fogaça explicou também que houve uma redução no orçamento da TV TOP Cultura que passou a investir ainda mais recursos na filantropia voltada à área da educação. O Canal de televisão, por força de sua finalidade estatutária, adquiriu recentemente uma escola na Região Metropolitana de Belo Horizonte e a sua atuação na área educacional passou a ser finalidade principal.

“Com isso, nós tivemos que reduzir a despesa no orçamento com a TV TOP Cultura para aplicar mais recursos na filantropia voltada à área da educação. Então, nós vamos suspender temporariamente e parcialmente atividades da tevê. No entanto, nós já estamos recebendo demandas, tanto do prefeito de Ouro Preto quanto do prefeito de Mariana e da Associação Comercial de Ouro Preto, no sentido de que haja uma mobilização da comunidade para que a Fundação possa dar continuidade às suas atividades”.

Importância e autossustentabilidade

Sobre a importância do canal para a região, o presidente afirmou que “pela própria natureza das duas cidades, Mariana e Ouro Preto, ambas se caracterizam pelos seus inegáveis valores históricos, artísticos e culturais e a TOP Cultura ressoa para essas cidades uma dimensão ainda maior, não só em relação ao Brasil, mas a todo o mundo”.

Questionado sobre a autossustentablidade do canal de televisão, professor Fogaça afirmou que a TV nunca foi autosustável, ou seja, ela sempre foi custeada pela Fundac. “Mas no passado a fundação tinha condições muito mais favoráveis. A situação de crise em todo o país, Estado e a crise regional na mineração, com o corte de verbas de maneira geral, traz inúmeras dificuldades para que empresas privadas continuem investindo no canal”, pontuou.

Responsabilidade Social, Informação e Cultura

A história da emissora, TV Top Cultura de Ouro Preto iniciou-se em 10 de setembro de 1993, quando foi concedido à Fundação Cultural de Belo Horizonte, o canal 15 UHF, para atuação na cidade de Ouro Preto – MG e Região dos Inconfidentes. Dois anos depois é inaugurada, em 29 de setembro de 1995, a TV TOP Cultura, única emissora local com programação própria, concentrada no telejornalismo e em programas de interesse regional.

Hoje a TV TOP Cultura mantida pela Fundac – Fundação de Educação, Artes e Cultura (nova denominação) abrange Ouro Preto pelo canal UHF 15 e 20 em Mariana (canal da Prefeitura Municipal). Exibe em sua programação o telejornal TOP Notícias e programas de produção própria: Hora do Angelus, TOP Esporte, Bem Viver e Opinião. A emissora conta ainda com a programação da TV Cultura de São Paulo, da TV Brasil e da Rede Minas.

Todo esse trabalho é norteado pelo apoio à educação e à cultura, pela preservação do patrimônio histórico, artístico e do meio-ambiente, pela democratização da informação e, principalmente, pela valorização do potencial existente em cada um dos mais de cento e cinquenta mil habitantes da Região dos Inconfidentes.

Busca por apoio

Ainda de acordo com Francisco José Fogaça, caso a situação financeira da TOP Cultura seja revertida, o aviso prévio dos funcionários deverá ser suspenso. O presidente revelou também que já se encontrou com o prefeito de Ouro Preto, Júlio Pimenta, e obteve uma resposta positiva sobre a situação da crise enfrentada pela TOP Cultura.

Ainda na tarde desta quarta-feira (17/07), a presidência, diretores, gerentes e funcionários do canal educativo se reuniram com o prefeito de Mariana, Duarte Júnior, para tratar da questão.

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

Entenda o caso do possível fechamento da TV Top Cultura2019-07-17T18:02:01-03:00

Send this to a friend