“Vitórias importantes, rumo a reação no Brasileiro!” na Coluna Glorioso Coelhão

Início » Colunas » Glorioso Coelhão » “Vitórias importantes, rumo a reação no Brasileiro!” na Coluna Glorioso Coelhão
Por Tino Ansaloni Publicado em 03/10/2016, 20:08 - Atualizado em 03/10/2016, 20:14
Após os dois empates seguidos fora de casa, o América voltou ao Independência para vencer. Jogo realizado na segunda, 19/09, às 20h. Antes mesmo da bola rolar, o Coelho sofreu uma baixa importante no time. Após sentir dores no tornozelo direito, o goleiro João Ricardo foi cortado do jogo e substituído por Fernando Leal. A missão do goleiro substituto não seria nada fácil, porque o jogo começou com forte chuva e também foi ameaçado pelo bom ataque do time gaúcho. Porém, o time americano passou a impor seu ritmo de jogo. Com a posse de bola e linhas avançadas, o Coelho chegou com grande perigo em três oportunidades em um intervalo de cinco minutos. Aos 8 minutos, Éder Lima cabeceou uma bola que passou muito perto do gol adversário. Depois com Ernandes e Osman, mas as finalizações foram para fora. O time gaúcho conseguiu equilibrar um pouco mais a partida, que ficou mais pegada no meio. Aos 35 minutos, Osman se lesionou e não teve condições de seguir na partida. Em seu lugar, Enderson Moreira colocou o jovem Matheusinho, que incendiou a partida. Em seu primeiro lance, Matheusinho recebeu passe de Nixon, limpou a marcação com categoria e chutou colocado de pé esquerdo, mas bola passou muito perto do gol. No segundo tempo, a partida ficou mais equilibrada. A primeira oportunidade clara de gol foi do Internacional com Eduardo Sasha aos 20 minutos e Fernando Leal apareceu bem para fazer uma grande defesa. O técnico Enderson Moreira promoveu a segunda modificação, também forçada, aos 23 minutos. Ele colocou o lateral Bruno Teles no lugar de Gilson, que reclamou de dores musculares. A partir dos 25 minutos, o jogo que parecia cadenciado ficou elétrico. O América passou a criar chances, mas não conseguia transformar as oportunidades em gol. Só o volante Ernandes chegou com muito perigo em três lances, aos 25, cabeceou livre dentro da área e a bola passou raspando a trave adversária. Dois minutos depois, Ernandes acertou o travessão com um excelente chute da entrada da área. E em seguida, Jonas cruzou na área com precisão para Ernandes, que sozinho não conseguiu fazer o gol. Demonstrando um grande espírito de luta em campo, o América seguiu pressionando o Inter e chegou novamente com Nixon, cabeçada perigosa que foi para fora. Aos 43 minutos, Enderson Moreira fez a substituição que mudou o destino da partida, ele tirou Danilo e colocou o atacante Michael. Jonas cruzou com categoria e Michael cabeceou uma bola que subiu bastante, encobriu o goleiro e foi para o fundo das redes, aos 45 minutos. O gol fez o torcedor e o jogador explodirem de alegria nas arquibancadas do Independência, América 1x0 Internacional. Importante vitória e destaque para a atuação de toda a equipe, principalmente a segurança do goleiro Fernando Leal. Cinco dias depois, o Botafogo visitou o Coelho no Independência, às 21h, pela 27ª rodada do Brasileiro. Debaixo de chuva, a partida começou com as equipes se estudando. O jogo era principalmente disputado no setor do meio campo, sem que as equipes oferecessem perigo. A única finalização nos primeiros 15 minutos foi do atacante botafoguense Neílton, aos 12, mas Fernando Leal defendeu com segurança. À medida em que o tempo passava, o time americano começava a tomar conta da partida, apresentando um futebol consistente. O Coelho passou a dominar as ações do jogo, mas ainda pecava no último passe. As únicas chances criadas nesse momento de superioridade na partida foram com Danilo, aos 26 minutos, em chute da entrada da área que acabou sendo interceptado pela defesa adversária, e com o zagueiro Roger, que foi cortar a jogada, a bola ganhou velocidade devido ao gramado molhado e por pouco não encobriu o goleiro Sidão do Botafogo. Justamente quando o time americano crescia na partida, os refletores da Arena Independência se desligaram, aos 29 minutos. O árbitro Luiz Flávio de Oliveira paralisou o jogo, após 13 minutos. Durante a pausa, os jogadores se reuniram no banco de reservas e a torcida americana aproveitou para fazer uma bela festa nas arquibancadas, iluminando o estádio com as luzes de seus celulares. Com energia elétrica restabelecida no estádio, o time americano voltou aceso para a partida, partiu para cima do time adversário e criou duas chances claríssimas de abrir o placar. Na primeira, aos 33 minutos, o meia Matheusinho recebeu passe de Juninho, limpou a marcação, invadiu a área e finalizou de perna esquerda. A bola tinha endereço certo, mas o zagueiro Emerson Silva apareceu e mudou a trajetória da bola, que foi para escanteio. Na cobrança do escanteio, o Coelho teve outra ótima chance para fazer seu primeiro gol. Danilo cobrou e Sidão saiu sem conseguir cortar a jogada, Leandro Guerreiro conseguiu finalizar de costas, mas o zagueiro Joel Carli salvou em cima da linha e evitou o gol do América, com o primeiro tempo terminando sem gol. A chuva deu um tempo na segunda etapa, o time voltou do vestiário com a mesma formação e mais força ofensiva, pressionando bastante o Botafogo, principalmente com Matheusinho. Aos 8 minutos, a jovem revelação americana entortou o lateral Diogo com um lindo drible e finalizou forte, mas o zagueiro Joel Carli apareceu para cortar. A pressão ficava cada vez maior até que finalmente, o torcedor soltou o grito de gol da garganta, aos 19 minutos. Ernandes fez ótima jogada pelo lado esquerdo e cruzou para dentro da área, Jonas apareceu feito um foguete para finalizar de primeira, com precisão. O goleiro adversário ainda tocou na bola, mas não conseguiu evitar o gol do lateral artilheiro Jonas, América 1x0. O Botafogo tentou sair para o jogo e chegou com perigo aos 26 minutos, com o atacante Rodrigo Pimpão. Ele chutou de dentro da área, mas Fernando Leal apareceu brilhantemente para fazer ótima defesa com o pé. Aos 28 minutos, Enderson Moreira promoveu a primeira mudança ao tirar Nixon e colocar o também Michael. E logo em seu primeiro lance, Michael fez grande jogada. Após roubada de bola de Matheusinho no meio campo, avançou em velocidade pelo lado direito e cruzou para Danilo, que finalizou de primeira, mas Sidão salvou com excelente defesa. Aos 37, Enderson mudou pela segunda vez e promoveu a volta do meia Tony, que não atuava desde o mês de julho por causa de uma lesão, no lugar de Danilo que saiu aplaudido pela torcida. Cada vez mais próximo da vitória, o time americano se fechou na defesa e teve que segurar a pressão da equipe carioca. Aos 48 minutos, Pablo entrou no lugar de Matheusinho. A pressão botafoguense foi forte até o fim, mas a raça e o empenho americano foram mais fortes. Fim de jogo, América 1x0 Botafogo e muita festa da torcida. As quatro últimas partidas do Coelho foram muito boas, são dois empates fora de casa e duas vitórias em casa. A equipe está muito bem organizada dentro de campo, parece realmente ter encontrado ''seu ponto de equilíbrio'' com Enderson Moreira, e também joga com MUITA vontade e determinação. Todos sabemos da difícil situação, faltam 11 jogos para o encerramento do campeonato e, matematicamente, precisamos cerca de 24 pontos para nos mantermos na Série A, ou seja, 8 vitórias. Uma façanha muito complicada para conseguir em um campeonato muito disputado e truncado. Mas, não podemos desistir e temos que sempre acreditar na reação. Vamos juntos em busca de mais uma vitória, hoje, segunda-feira, na dura partida diante do Coritiba, em Curitiba às 21h. Vamos, nação americana, em busca da reação no Brasileiro! Acredita América!

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

“Vitórias importantes, rumo a reação no Brasileiro!” na Coluna Glorioso Coelhão2016-10-03T20:14:03-03:00

Send this to a friend