“Somos pentacampeões”, com Allan Almeida

Início » Colunas » Arquibancada Celeste » “Somos pentacampeões”, com Allan Almeida
Por JornalVozAtiva.com Publicado em 29/09/2017, 11:21 - Atualizado em 29/09/2017, 11:24
De novo o Cruzeiro colocou os corações de seus torcedores à prova. O pentacampeonato da Copa do Brasil tinha que vir da forma mais dramática possível: em decisão nos pênaltis. Assim como na partida da semifinal, contra o Grêmio, brilhou a estrela do goleiro Fábio. O chute do flamenguista Diego parou em suas mãos. Enquanto coube novamente a Thiago Neves o gol da comemoração. Depois de 14 jogos e mais de 1.260 minutos de futebol jogado nesta edição da Copa do Brasil, o time celeste e sua torcida pode soltar o grito de campeão. O time celeste pode não ter apresentado o futebol mais bonito em alguns jogos competição. Mas mostrou evolução e organização em campo. Soube enfrentar, além dos adversários dentro das quatro linhas, lesões de atletas importantes, a desconfiança da torcida em cima da equipe técnica pelos resultados negativos do Campeonato Mineiro e da Copa Sul-Americana e o desgaste físico decorrente do calendário nacional. Nomes considerados incógnitas mostraram seu valor ao longo da competição. Poderia citar os zagueiros Léo e Murilo ou mesmo o meia Thiago Neves. Mas vou me reservar ao goleiro Fábio. Vindo de uma grave lesão e um longo período de afastamento, o goleiro calou os críticos que disseram que não voltaria a jogar como antes. Na minha opinião, está melhor do que nos últimos jogos antes da contusão que o tirou de campo por oito meses. Foi o grande herói dessa competição, operando milagres debaixo das traves. Foi o grande herói do título celeste, com os pênaltis defendidos na semifinal e na finalíssima. O maior patrimônio do time, a sua torcida, esteve presente quando foi convocada. Fez do Mineirão um verdadeiro caldeirão e transmitiu energia aos atletas. A China Azul acreditou no time e o empurrou quando tinha um resultado negativo a reverter, na semifinal. Não deve ter sobrado uma unha sequer nos dedos de tanto roê-las no sofrimento que foram as duas partidas finais em casa. Mas não arredou o pé. A conquista da Copa do Brasil 2017 recoloca o Cruzeiro na hegemonia da competição nacional, ao lado do Grêmio. Leva a equipe de volta à Libertadores da América, após três temporadas. E ainda, enche os cofres do time com a premiação acumulada. 2017 ainda não acabou. Podemos galgar posições mais altas nesse Brasileirão. Dentro de alguns dias, o Cruzeiro terá a eleição do seu novo presidente. Mesmo com mudanças a vista, o  pensamento precisa estar lá na frente. Voltaremos à Libertadores da América. Até o seu início, haverá tempo suficiente para um bom planejamento. O time tem que estar forte para sonharmos com mais uma conquista. Hoje, o Brasil se veste de azul e branco. Já é hora de começarmos a pensar em vestimentas maiores, para cobrirmos dessa vez a América do Sul. Hoje somos pentacampeões nacionais. Amanhã, queremos ser tricampeões continentais.

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

“Somos pentacampeões”, com Allan Almeida2017-09-29T11:24:34-03:00

Send this to a friend