“Idas e Vindas” na Coluna Arquibancada Celeste

Início » Colunas » Arquibancada Celeste » “Idas e Vindas” na Coluna Arquibancada Celeste
Por João Paulo Silva Publicado em 19/07/2017, 10:00 - Atualizado em 19/07/2017, 10:00
Allan Almeida Jornalista Especialista em Comunicação estratégica e branding  Provavelmente, quando estiver lendo este texto, nosso camisa 9 Ramón Ábila já terá deixado o solo brasileiro rumo ao Boca Júnior da Argentina. A volta do atacante para seu país natal credita-se pelo excesso de opções no setor cruzeirense e pelas preferências do técnico Mano Menezes dentre a vasta opção de atacantes. São oito profissionais para um esquema de jogo onde há apenas uma vaga no ataque. Em virtude dessa configuração, chegou a hora de dizermos adeus ao nosso Wanchope. Em troca, o Boca Júnior nos cederá o meio campista Alexis Messidoro. Uma jovem promessa que certamente ocupará o banco de reservas estrelado. Pouco encontramos sobre o atleta cuja carreira profissional teve início no ano passado, mas que já atuará pela terceira equipe. Se no ataque celeste a troca se dará pelo excesso de opções, na defesa a mudança terá como justificativa a deficiência no setor. Na zaga, enquanto nossa dupla titular – Manoel e Dedé – convive com duras lesões, foi preciso reforçar o plantel. O zagueiro Digão –com importante passagem pelo Fluminense – chega para dar mais confiança ao sistema defensivo da Raposa. Certamente terá lugar no time titular do técnico Mano Menezes – a não ser que o “Professor” invente alguma daquelas loucuras na escalação. Em contramão, Kunty Caicedo, contratado no início do ano com o peso de fazer parte da seleção equatoriana de futebol, pode estar se despedindo da equipe. O destino seria o Barcelona do Equador. Muito peso para pouco futebol. Não transmitiu confiança ao setor, comprometeu o Cruzeiro em lances capitais, como no clássico contra o Atlético Mineiro e por isso não deixará saudades. O Cruzeiro estava tão bem servido pela lateral direita que sequer hesitou na liberação de Mayke para o Palmeiras. Só não esperava ver o titular do setor, Ezequiel, sofrer com constantes lesões. Outro lateral de ofício, Lennon, sequer é relacionado pelo técnico Mano Menezes. Agora, a diretoria corre contra o tempo para repatriar o lateral Fábio, hoje no Middlesbrough, time da segunda divisão da Inglaterra. Pesa em defesa da contratação, a versatilidade do atleta – ele atua tanto pela direita, quanto pela esquerda. Pesa contra, seu quase anonimato no Brasil. Para mim, será reserva de Lucas Romero, volante improvisado na lateral-direita nos últimos jogos. O Cruzeiro demorou a abrir os olhos para as oportunidades no exterior. O prazo encerra-se na próxima quinta-feira. Espero que as contratações possam solucionar as deficiências do meio de campo para trás no time do Mano. Só espero que a pressa em aproveitar o prazo não faça comprar gato por lebre.

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

“Idas e Vindas” na Coluna Arquibancada Celeste2017-07-19T10:00:05-03:00

Send this to a friend