65ª Reunião Ordinária de 2021 da Câmara de Ouro Preto-MG
Clique play e assista

“Nem cor de rosa nem cinzento”, leia a nova crônica de Valdete Braga

Home » “Nem cor de rosa nem cinzento”, leia a nova crônica de Valdete Braga
Por JornalVozAtiva.com Publicado em 02/03/2021, 13:46 - Atualizado em 02/03/2021, 14:37

Escrevo esta crônica em um domingo de chuva forte e friozinho manso, depois de dias de calor intenso. Tudo convida àquele descanso gostoso e merecido depois de uma semana de trabalho, e eu procuro algo para escrever, analisando os acontecimentos dela.

Fatos existem muitos, a dificuldade é escolher entre eles. Estou tão em paz, tão bem, graças a Deus, que procuro algo onde possa transmitir estes sentimentos e sensações. Para minha surpresa, não encontro.

Está tudo tão pesado, tão carregado de negatividade, que até a minha paz é ameaçada, quando procuro em jornais, internet, longe e perto, temas relevantes para discorrer sobre. Que pena! Vivemos uma realidade em que quase precisamos pedir desculpas por estarmos bem.

Jornais só mostram tragédias, na internet os textos e comentários estão carregados de agressividade e a impressão que se tem é a de que quanto mais pesados e agressivos os temas, mais acessados eles são. Seja na política, no social, até no entretenimento as pessoas brigam, e brigam de uma forma como se a vida delas dependesse disso.

Precisamos de leveza. Existem coisas boas acontecendo também, e é por elas que procuro. Não perco a esperança, se não encontrar hoje, volto amanhã, elas estão em algum lugar, eu que ainda não encontrei.

Vivemos, sim, em um mundo muito difícil. Muita coisa ruim está acontecendo, mas não podemos nos fixar somente nelas, ou não enxergaremos outras, talvez mais difíceis de encontrar, mas presentes também. É verdade que o mundo não é todo cor de rosa, mas também não é todo cinzento. Este “peso” todo de que tanto reclamamos e que está tão presente para onde quer que olhemos não pode nos dominar e cabe a nós impedirmos isto.

Procuro, ouvindo a chuva lá fora, algo leve e não encontro, mas eu sei que este “algo” existe e pode estar mais perto do que imagino. Se não encontro o cor de rosa, não há porque migrar para o cinzento, até porque existem outras cores, e muitas delas, aliás.

Não dá para negar a evidência. Quando preciso for, temas pesados virão à tona também, eles são parte da realidade e como tal precisam ser tratados, o que não podem e não devem é serem únicos. Antagonismo faz parte da vida e através dele aprendemos e evoluímos, mas infelizmente vivemos um momento em que o negativismo está quase engolindo nosso lado positivo.

Graças a Deus ainda estamos no “quase” e dá para virar o jogo. Depende de cada um, e aqui dou a minha humilde contribuição. Não vou levantar nenhum tema pesado e continuar em busca de algo positivo para comentar sobre. Se não encontrar agora, encontro outra hora. Sem desistir.

Deixar Um Comentário