UFOP participa do Dia C da Ciência com atividades nos três campi2018-10-11T17:54:54+00:00

UFOP participa do Dia C da Ciência com atividades nos três campi

Início » Ciência » UFOP participa do Dia C da Ciência com atividades nos três campi
Por João Paulo Silva Publicado em 11/10/2018, 17:54 - Atualizado em 11/10/2018, 17:54

Imagem-Reprodução

O desenvolvimento de pesquisas muitas vezes acontece dentro de laboratórios e outros ambientes fechados, devido à necessidade de controle das condições. Essas investigações, em todos os campos do conhecimento, promovem mudanças no estilo de vida, em questões estruturais e até em nossa relação com as questões do passado e do presente. Chamar a atenção para essa produção do conhecimento é a proposta da Semana Nacional de Ciência e Tecnologia (SNCT) e do Dia C da Ciência. A UFOP participa desse movimento com a promoção de atividades em Ouro Preto, Mariana e João Monlevade.

A Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, que acontece de 15 a 21 de outubro, é uma iniciativa da Coordenação-Geral de Popularização e Divulgação da Ciência do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com o apoio do CNPq. O Dia C é uma mobilização nacional do Colégio de Pró-reitores de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação das Instituições Federais de Ensino (Copropi) e do Fórum de Pró-reitores de Pesquisa e Pós-Graduação (Forprop), programada este ano para a quarta-feira (17). Integrando as duas propostas, a UFOP vai realizar atividades ao longo da semana, com ênfase no dia 17.

O tema para a mobilização deste ano é “Ciência para Redução das Desigualdades”. Dentro dessa temática, os projetos abordarão diversas formas de diferenciação social e de minimização das desigualdades. As atividades são desenvolvidas por diversos setores da UFOP, dentre eles o Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (Pibid) e o Mestrado Profissional em Ensino de Ciências (MPEC).

Atividades – Entre as atividades está a segunda edição do “Encontro da Agricultura Familiar”, em Mariana, que pretende divulgar e discutir ações relacionadas a essa temática nos municípios de Ouro Preto e Mariana, contribuindo com o desenvolvimento socioeconômico local. As ações propostas levam ao empoderamento de comunidades locais, o que certamente contribui para a redução de desigualdades, principalmente a socioeconômica. A equipe do Núcleo de Pesquisa e Extensão em Desenvolvimento Econômico e Social (Nupedes) está à frente do evento. Haverá um fórum de discussão, com a participação de produtores, e apresentações de representantes institucionais, sessões de apresentação de trabalhos acadêmicos da UFOP, minicursos, feiras, atividades culturais, oficinas, entre outras atividades.

Uma das ações desenvolvidas em Ouro Preto é o “Saberes sobre alimentação e medicamentos na comunidade quilombola de Vila Santa Efigênia: aliando o conhecimento químico ao saber quilombola”, projeto que visa reduzir a desigualdade social, educacional e étnico-racial pela aproximação do conhecimento científico e do conhecimento adquirido hereditariamente entre os quilombolas. Neste sentido, é proposta uma oficina prática sobre conhecimentos tradicionais de estudantes da Educação de Jovens e Adultos (EJA) da comunidade em articulação com conhecimentos científicos abordados por professores e estudantes do Mestrado Profissional em Ensino de Ciências (MPEC).

Mutatis Mutandis – Também em Ouro Preto, será lançado o programa “Mutatis Mutandis: um diálogo entre a pesquisa e o audiovisual em prol da difusão da ciência e do combate às desigualdades”. A série de vídeos tem um formato jovem, dinâmico e informativo, e apresenta, de modo divertido, entrevistas de profissionais e professores da Universidade, assim como de pessoas nas ruas de Ouro Preto e Mariana. O episódio “Mulheres na ciência” será exibido e debatido no lançamento. Na sequência, acontecerá o debate “O protagonismo feminino nos diferentes cenários da ciência”, com participação das professoras Jaqueline Soares (Física) e Lara Linhalis (Jornalismo) e mediação do professor Adriano Medeiros (Jornalismo).

Em João Monlevade, acontecerá mais um edição do Campus Aberto, em conjunto com a Mostra ICEA. O evento tem como objetivo aumentar a interação com a comunidade da região, por meio de oficinas e de apresentações dos projetos, das pesquisas e ações de extensão desenvolvidas no ambiente universitário. Entre os projetos desenvolvidos está o “curso básico de eletrônica digital e microcontroladores”, que introduz conceitos de análise de circuitos digitais e programação. Outra oportunidade é a oficina “Qualquer um pode construir APPs que impactarão o mundo!”, que mostra como fazer programas em celulares Android.

Confira a programação completa e mais informações no site: www.ufop.br

Assessoria de Comunicação Institucional/UFOP 

Comentar com o facebook

Deixar Um Comentário

Matérias relacionadas

Send this to a friend