Idosa assassinada em Ouro Preto-MG pode ter sido vítima de violência sexual

22/12/2013 às 23:36 por Tino Ansaloni Atualizado dia 23/12/2013 às 00:13

Matéria com colaboração de Dukamorim

Na manhã de domingo, 22 de dezembro, por volta de 5h 10min, uma Guarnição do Corpo de Bombeiros foi acionada para debelar incêndio em residência, na Rua Boa Esperança, nº 432, Bairro Nossa Senhora do Carmo, (Pocinho), em Ouro Preto-MG. Um vizinho, que saía para ao trabalho, avistou as chamas e telefonou para os Bombeiros.

Segundo os Militares, chegando ao local, durante os trabalhos de controle do incêndio encontraram, num cômodo da casa, uma pessoa do sexo feminino, caída, com vários ferimentos pelo corpo, além de traumatismo craniano, corte no abdômen, aparentemente feito com uso de faca e rosto desfigurado e queimado. Há também, segundo os Bombeiros Militares, a possibilidade de a vítima ter sido abusada sexualmente, pois, estava nua com suas vestes abaixadas até a altura dos pés. Agentes do SAMU estiveram no local e constataram o óbito.

A vítima é Guiomar Anastacia da Silva, uma idosa de 72 anos de idade, artista plástica ouro-pretana, que, apesar da idade avançada, era sempre vista em vários eventos culturais da cidade. Além de óleo sobre tela, Guiomar fazia parte do Coral Pio X, um dos mais tradicionais de Ouro Preto e participava de vários cursos de artes. Sempre ativa, era conhecida de funcionários e diretoria da FAOP-Fundação de Arte de Ouro Preto, onde estava sempre envolvida em questões culturais.

O corpo de Guiomar está sendo velado, desde as 17 horas de hoje, 22/12, na capela velório próximo da Igreja de São Francisco de Paula, em Ouro Preto-MG. O sepultamento acontecerá às 10 horas de 23/12, segunda-feira, no Cemitério de São Miguel Arcanjo, no Bairro Saramenha, em Ouro Preto-MG.

Comente com o facebook

2 comentários

  1. gente como que pode ser tao covarde de chegar a esse ponto uma mulher de 72 anos ser morta a facadas e queimada nossa esse mundo ta perdido mesmo umas pessoas dessa mereciam é uns 10 anos de cadeia e ser morto da mesma maneira em que mataram ela é muita covardia né a familia deve star em desespero

  2. Conheci Dona Guiomar em 1982 na FAOP fizemos cursos de pintura, ela era uma grande batalhadora otima artista fiquei triste em saber dessa imensa trajedia em sua vida, esses dois marginais como os outros merecem a pena de morte mas infezlimente no barsil os nossos “grandes governantes” a lei favorecem a roubar e previlegiar a bandidagem. Que Deus recolhe a D. Guiomar e aue esteja em um lugar de paz e amor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>